Últimas leituras – O Clube dos Suicidas e Sereia

Gente, passando aqui rapidinho para dizer que tem vídeo novo lá no Youtube.

Espero que gostem!


INSCREVA-SE

O Clube dos Suicidas – Robert Louis Stevenson


Título original: The Suicide Club
Autor: Robert Louis Stevenson
Tradução: Eliana Sabino
Editora: Rocco – Jovens leitores
Gênero: Ficção Escocesa, “Clássico”
Páginas: 126
Nota: 4/5
Sinopse:
Preço de entrada: quarenta libras.
Passaporte: vontade de morrer.

São estas as estranhas condições para fazer parte do Clube dos Suicidas, um grupo de cavaleiros que, embora queira, não têm coragem de se matar.






“O presidente iniciou a segunda volta, e a carta da Morte ainda não surgira. Os jogadores prendiam a respiração em espasmos.”
p. 47


          Ah promoções do submarino e vídeos do Youtube, que fazem a cabeça de criaturas como eu, ficarem enlouquecidas por ter na estante uma coleção de novelas imortais com uma roupagem nova e atraente.

          Este livro é o último da lista da coleção mas foi o que mais me ganhou pela capa/titulo/sinopse. Um livro curto, que trás momentos agradáveis na sua leitura.

          Escrito pelo mesmo autor de O Médico e o Monstro (que também vem daí a criação do Hulk, das HQ’s) Robert Louis Stevenson nos conta em três partes a história do príncipe Florizel.

          A primeira parte conta A história do rapaz das tortinhas de creme na qual somos apresentados aos personagens principais, príncipe Florizel, que por alguma razão quer ser conhecido como Sr. Godall e seu fiel amigo e empregado o Coronel Geraldine – com pseudônimo de Sr. Hammersmith, que estão em busca de aventura no comum pub da cidade, quando acabam conhecendo o jovem das tortinhas de creme.

          O rapaz, que acaba chamando a atenção do príncipe e do coronel, acabam marcando um encontro após deste episódio no pub. Depois de se conhecerem um pouco melhor, o jovem apresenta aos novos companheiros que faz parte do Clube dos Suicidas, um clube profissional para aquela pessoa que esta afim de morrer, mas não tem coragem de se matar.


          Na segunda parte viajamos para a A história do médico e do baú de Saratoga, aqui somos apresentados a dois novos personagens, um jovem que não possui muita auto-confiança para com as mulheres e um médico fugitivo.

          Após uma armadilha este jovem e este médico acabam tendo que elaborar algo sombrio e sigiloso, tudo para que o nosso jovenzinho não perca sua juventude atrás das grades.

          Na terceira e última parte vamos para A aventura do Cabriolé, neste momento nos seguimos ao desfecho entre essas duas primeiras histórias, que acaba deixando o leitor com aquela sensação de missão cumprida.


          O Clube dos Suicidas é um livro curto, mas que prende o leitor do inicio ao fim, com uma linguagem de fácil acesso, esta versão organizada e apresentada por Fernando Sabino, fez eu me apaixonar pelo modo de escrita de Robert, o autor escreve tudo na medida certa e no momento certo faz você ler freneticamente para saber logo o que virá. Enfim, super recomendado para qualquer pessoa!

COLEÇÃO NOVELAS IMORTAIS
- Margot, Alfred de Musset
- O monge negro, Anton Tchekhov
- O homem da areia, E. T. A. Hoffmann
- Sílvia, Gerárd de Nerval
- Um coração singelo, Gustave Flaubert
- A fera na selva, Henry James
- Bartleby, o Escriturário, Herman Melville
- Os sete enforcados, Leonid Andreiew
- A espanhola inglesa, Miguel de Servantes Saavedra
- O clube dos suicidas, Robert Louis Stevenson

[Cinema] Em cartaz nos próximos meses!

Oi Gente, nossa faz algum tempo que não faço uma seleção dos próximos filmes do cinema, como isso vai tender a acontecer periodicamente, agora irei colocar os filmes que mais me chamam a atenção, e quando eles estarão em cartaz, ou seja a coluna não vai contar com o título do mês referente aos filmes, irei colocar logo abaixo das fotos com a data!

Lembrando que você deve consultar sempre o cinema de sua região, pois nem todos os filmes vão diretamente ao cinema!

Vamos começar?!

*Todas as informações foram retiradas da rede social de filmes – FILMOW


MIB³ –> Estreia: 25/05/12 - Gênero: Ação, Comédia, Ficção Científica (SINOPSE)
Cell Count –> Estreia: 20/05/12 - Gênero: Ficção Científica , Terror, Thriller (SINOPSE)


Flores do Oriente –> Estreia: 25/05/12 - Gênero: Drama, Guerra, História (SINOPSE)
Nosso Irmã Sem Noção –> Estreia: 25/05/12 - Gênero: Comédia (SINOPSE)


Faroeste Caboclo –> Estreia: 04/05/12 - Gênero: Aventura, Drama, Nacional, Romance (SINOPSE)
Conspiração Americana –> Estreia: 04/05/12 - Gênero: Drama (SINOPSE)


Plano de Fuga –> Estreia: 18/05/12 - Gênero: Ação, Drama (SINOPSE)
Battleship –> Estreia: 18/05/12 - Gênero: Ação, Ficção Científica (SINOPSE)


Anjos da Lei –> Estreia: 04/05/12 - Gênero: Comédia (SINOPSE)
Para Sempre –> Estreia: 07/06/12 - Gênero: Drama, Família, Romance (SINOPSE)


O Ditador –> Estreia: 15/06/12 - Gênero: Comédia (SINOPSE)
Sombras da Noite –> Gênero: Comédia, Drama, Mistério (SINOPSE)


O que esperar quando você esta esperando –> Estreia: 17/05/12 - Gênero: Comédia, Drama, Romance (SINOPSE)
Branca de Neve e o Caçador –> Estreia: 01/06/12 - Gênero: Ação, Aventura, Fantasia (SINOPSE)


Think Like A Man –> Estreia: 01/06/12 - Gênero: Comédia (SINOPSE)
Para Roma Com Amor - Estreia: 01/06/12 - Gênero: Comédia, Drama, Romance (SINOPSE)


Prometheus - Estreia: 15/06/12 - Gênero: Ação, Drama, Ficção Científica, Mistério, Suspense, Terror, Thriller (SINOPSE)
Madagascar 3 - Estreia: 15/06/12 - Gênero: Animação, Aventura, Comédia, Família (SINOPSE)


Valente –> Estreia: 22/06/12 - Gênero: Ação, Animação, Aventura, Comédia (SINOPSE)
Deus da Carnificina - Estreia: 29/06/12 - Gênero: Comédia, Drama (SINOPSE)

Esses são alguns do que vem de bom por aí! Em breve irei postar mais sobre!

Mas me conta, qual esta mais ansioso para assistir?

Resultado Estilhaça-me

Boa tarde galera! Como estão de segunda? Ihh aqui a coisa anda corrida e tensa!

Fugi um pouquinho do trabalho para fazer o sorteio do livro a vocês! Confira a (o) vencedor!

image

Parabéns Erica! Você foi a sortuda, confira seu e-mail para enviar os dados!

Beijos

Chegou no Wonderland #29–Especial Novo Conceito

Ahá… para quem já estava ansioso para conferir os novos kits da Novo Conceito, seus problemas acabaram, pois as organizações Blogger + Youtube + Bruna fizeram um especial dos novos lançamentos de Maio!

Confira em fotos e vídeo!

Meme criado pela Kristi do The Story Siren, em que eu mostro tudo que recebi durante a semana

DSC00752

O primeiro kit que apresento a vocês é o do Clã dos Magos, um livro razoavelmente grande, contudo promete ser uma estória de muita fantasia e mistérios.

DSC00748

Garotas de Vidro, esse é o kit para sorteio, é um livro que traz a nós reflexão sobre nossos atos e nossas piras em relação ao nosso corpo!

DSC00753

Outro livro que vai arrasar coraçõezinhos é o A Escolha de Sparks, aparentemente apenas mais uma bonita estória de amor.

DSC00757

Por fim, o kit do livro A Filha da Minha Mãe e Eu, uma história reflexiva sobre comportamento entre mães e filhas.

E para quem adora me ver *cof cof* tem vídeo mostrando e falando um pouco mais sobre cada livro!

 

Bom é isso pessoal!! Smiley piscando

Últimas novidades Editora Universo dos Livros

Oi gente, mais um post de lançamentos da editora parceira Universo dos Livros!

!cid_part1_02050205_05000706@universodoslivros_com

Livro para quem é fã de Johnny Depp esta previsto para este mês! =)

!cid_part1_02050205_05000706@universodoslivros_com

Não sei vocês, mas já perdi a conta de quantos livros com o título Arte da Guerra existe! O.o

!cid_part1_02050205_05000706@universodoslivros_com

A editora traz coisas novas na área Auto-ajuda.

!cid_part1_02050205_05000706@universodoslivros_com

Bom é isso, conta aí se você se interessou por algum desses! Smiley piscando

Sorteio Kit O Espião via Facebook

Boa tarde galera! Post apenas para avisar as vocês que esta rolando sorteio do kit O Espião da Editora Novo Conceito.

Será uma das minhas próximas leituras, pois adoro este estilo. Quem daí gosta? Vamos participar? Vou colocar as regrinhas aqui para vocês seguirem direitinho!



Regrinhas:


- Curtir a página do blog (link)
- Compartilhar esta imagem acima (link da imagem)
- Clicar em quero participar na aba promoções!
- Sorteio no dia 01/06


Ontem acabei deixando esse detalhe de fora, o de clicar na aba promoções, mas espero que o pessoal que já estava participando esteja atento as minhas atualizações.

E aí, não esta super fácil de faturar este kit?

Beijos a todos.

Chegou no Wonderland #28 (Fotos) e Vídeo Novo

Oi oi gente!

Hoje o post será uma misturinha básica! Como não chegou muita coisa nesses últimos dias, só vou mostrar as fotinhos do livro que eu estou ansiosíssima para poder começar a lê-lo!

Esse é o segundo volume da trilogia “A Crônica do Matador do Rei: Segundo Dia”, para quem não viu, tem resenha do livro O nome do Vento aqui e vídeo aqui.

Preciso dizer que eu amei!?? Serão 960 páginas de pura diversão com Kote! *_*
Na foto não parece o quão gigante ele é… haha

E também deixo aqui para vocês o link do meu último vídeo, ele não levou o título de últimas leituras pelo fato de que ficou apenas focado em um livro e também comentei sobre o filme! Smiley piscando

Foi isso gente, espero poder ainda essa semana postar sobre minhas últimas ‘artes’ haha

Bastardos Inglórios (2009)

Título Original: Inglourious Basterds
Gênero: Drama, Guerra, Thriller
Direção: Quentin Tarantino
Roteiro: Quentin Tarantino
País de Origem:Estados Unidos da América
Duração:153 minutos
Nota: 4/5

Sinopse

Durante a Segunda Guerra, na França ocupada pelo exército alemão, a jovem Shosanna Dreyfus (Mélaine Laurent) testemunha a execução da família pelo coronel nazista Hans Landa (Christoph Waltz). Porém, ela consegue escapar e passa a viver sob a identidade de uma proprietária de cinema em Paris, enquanto aguarda o momento certo para se vingar. Ainda na Europa, o tenente Aldo Raine (Brad Pitt) organiza um grupo de soldados judeus para lutar contra os nazistas. Conhecido pelo inimigo como Os Bastardos, o grupo de Aldo recebe uma nova integrante, a atriz alemã e espiã disfarçada Bridget Von Hammersmark (Diane Kruger), que tem a perigosa missão de chegar até os líderes do Terceiro Reich.

Lendo essa sinopse se parece um típico filme de guerra, onde terá muita tensão e chororô. Porém, isso quase não é sentido pelo fato de que Brad Pitt esta extremamente nonsense e de certa forma engraçado.

O filme conta com duas histórias paralelas, a da jovem Shosanna e do grupo Bastardos.

Shosanna quando jovem teve a família morta por conta dos alemães, porém ela conseguiu fugir das garras do coronel Hans. Entretanto, ao invés de fugir do país, resolve ficar, e acaba se tornando dona de um cinema. Após ser ‘perseguida’ por um soldado meloso, que ficou interessado em sua beleza, ela acaba sendo a responsável pelo lançamento do filme deste rapaz, onde estará presente o coronel Hans e Hittler.

Enquanto isso, o grupo Bastardos, um grupo sem fins lucrativos, que apenas odeiam a guerra e os alemães. É um tipo de grupo anti-herói (haha) no qual é formado por quase soldados, cada um com uma ‘qualidade’ específica. Os alemães, e Hitler principalmente querem o grupo destruído.

Os bastardos acabam tendo que encontrar uma informante, num pub, e eles necessitam estar disfarçados de alemães. Apenas um do grupo possui um pouco mais de familiaridade, mas se fazer de alemão não é fácil, e tudo acaba dando errado e de certa maneira dando certo, acabam descobrindo onde estarão os lideres do nazismo.

Os bastardos então terão que ir ao lançamento do filme, e planejam o ataque, só que Soshanna já havia também preparado o seu!

Bastardos Inglórios é mais um filme de Tarantino – apesar de eu não saber muito sobre ele – seus filmes são do tipo que carregam cenas de violência com sangue, diálogos marcantes e uma história não linear.

“Os filmes de Tarantino são conhecidos por seus diálogos afiados, cronologia fragmentada e sua obsessão pela cultura pop. Comumente, são vistos como graficamente violentos e, em seus filmes Cães de Aluguel, Pulp Fiction e Kill Bill, há uma enorme quantidade de sangue jorrando.” (Fonte: Filmow)

Desses filmes citados acima, só lembro de ter assistido a Kill Bill, e lembro de ter gostado e também dado umas risadas em algumas cenas.

Apesar de algumas vezes demonstrar um filme meio nonsense, as peças se encaixam muito bem ao final, como no caso dos Bastardos. Um filme bom, mas acredito que nem todo mundo deva adorar por aí. Eu gostei, me diverti e assistiria novamente só pelo personagem do Brad Pitt.

Enfim, recomendo para quem gosta do gênero!

Maus – Art Spiegelman

729985_4

Título Original: Maus
Autor: Art Spiegelman
Editora: Companhia das Letras
Tradução: Antonio de Macedo Soares
Páginas: 296
Gênero: História em Quadrinhos, Biografia 
Nota: 5/5

Sinopse:


Maus ("rato", em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu-polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros. Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto. Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.

“Maus” é o relato de um judeu, Vladek, que sobreviveu ao massacre nazista na segunda guerra mundial. Quem decide contar a história é o seu filho, Art Spielgeman. Livros sobre o tema são inúmeros, mas esse se diferencia por como retrata o período, de forma intensa, indiferente e apaixonante, tudo ao mesmo tempo.

O livro já inicia com Vladek idoso, contando a sua história para Art. No decorrer do livro, lemos muito mais do que sobre os campos de concentração. Tomamos conhecimento de como era a vida antes, durante e após a guerra. Além de ler sobre a relação pai e filho de Vladek e Art.

Vladek tinha uma personalidade que irritava e estressava a todos: mesquinho, preconceituoso etc. Art fica até preocupado em retratar a história de seu pai, com medo que julgássemos correto o pensamento nazista, pois aparentava que Vladek era o “judeu malvado” do mito.

Os seres humanos são retratados como animais, cada “nacionalidade” é uma espécie diferente. Os judeus são ratos (em alemão: Maus), os alemães são gatos, os poloneses são porcos e os americanos, cachorros. Escrito em forma de quadrinhos, a leitura é bem rápida e envolvente. A visualização dos campos de concentração ajudou bastante no decorrer da história.

Spiegelman1

Outro ponto diferente do livro é a forma como ele foi escrito, com muitas partes sem concordância. Existem trechos como: “Então eles põe nós de novo na trem para morrer, e o viagem continuou mais...” (p.248). Depois de um tempo, eu me acostumei, mas ainda ao fim do livro me dava um negócio de “tá tudo errado!”, não sei explicar rs.

Pra quem gosta do gênero, eu recomendo. É um livro pra se ter na estante. O autor consegue transpor todos os sentimentos e sensações, das partes boas e aterrorizantes. No final, sabemos que a matança pode ter passado, mas que as sequelas ainda existem. Os sobreviventes têm muitos defeitos, como todos nós, mas influenciados pela desgraça presenciada. Praticamente nenhum sobrevivente do livro acha que foi uma vitória continuar vivo.

ssss

Existe idade para leitura?

Não faz muito tempo em que me tornei uma leitora ávida, na verdade isso se tornou cotidiano quando entrei para o clube do livro.

Engraçado, mas meus pais não possuem o hábito para a leitura, só leem o que é realmente necessário para eles poderem trabalhar. Nunca fui incentivada a ler, mas sempre gostei de pegar o livro na mão desde pequena, adorava ir no mercado e pedir para minha mãe a revistinha da turma da Mônica, ou mesmo na banca… foi raro os momentos em que ela comprou, então lia uma aqui, outra ali, bem esporadicamente, mas o que eu adorava mesmo era copiar os desenhos, ah isso sim me encantava!

Depois quando você passa para o ensino fundamental, você começa a ver os livros de forma diferente, como se fosse um monstro, daqueles onde ler é algo ruim, algo obrigatório. Mas, mesmo sendo obrigatório, quando estava com os meus 13 anos, eu e mais uma amiga nos dedicamos bem mais a leitura do que os nossos colegas, nós compartilhávamos sobre o que havíamos lido. Ah, a colação Vagalume (ainda olho para esses livros com um carinho imenso), até hoje encontro pessoas que começaram a ler por essa coleção.

m..Para quem não conhece, a coleção é uma obra com início desde 1972, com autores brasileiros e até então conta com (se não estou errada) 109 títulos. Não li todos, eu era do tipo que lia um ou dois livros no ano. Poucos tempos atrás, encontrei uma resenha minha feita quando estava na 7ª série, minha nota foi medonha, tirei 7,5 ou para passar a vergonha 6,5. Mas lembro que a professora me ensinou muito, ensinou como fazer a resenha, como escreve-la de maneira correta no papel correto. Mas o que me deixa triste, é lembrar que isso só foi num bimestre, quase nada para realmente incentivar a garotada a ler.

Além disso, tinha Sidney Sheldon, e foi aí que me interessei por livros policiais. Conheci o Sidney (haha) através dessa amiga que citei, lembro até hoje dela me contando sobre o livro “Mais escuro que a meia noite” (só não lembro a história ao certo), mas lembro que quando alguém me contava sobre uma leitura, eu tinha aquela vontade enorme de pegar  o livro e ler, ter minhas conclusões.

Ah, mas aí chegou a minha adolescência, me afastei um pouco deste universo literário, lembro que li apenas a série do Diário da Princesa e Harry Potter, e comecei a me dedicar aos mangás e animes, isso me alimentava, e também aquele meu mini-dom de fazer desenhos, a como eu gostava de desenhar os mangás… até na mesa da escola… por muito e muito tempo tinha meus desenhos ‘tatuados’ na carteira, bleach, naruto… haha

É engraçado, mas nunca tinha me dado conta do quanto já tinha lido, não lia clássicos, lia no máximo cinco livros no ano. Mas aí chegou a faculdade, essa sim consumiu minhas leituras e foi substituída e muito por livros técnicos, e muitos artigos. Não sei, mas posso contar nos dedos os livros que li nesses quatro anos, mas vai forçar muito minha cabeça, então deixo quieto.

E aí então no meu último semestre, eis que surge o convite do clube do livro, e desde então a leitura é para mim algo obrigatório, mas não no sentido ruim, sim no sentido de alimentar um bichinho que tem dentro de mim, sim aquela lombriga da curiosidade, do aprender a conhecer outros mundos, e de me divertir, me irritar com alguns livros. Sim, a leitura é algo que pode ser bom, muito bom!

Mas eu escrevi isso tudo para dizer: Existe idade para a leitura?

Então vamos refletir aqui comigo essa minha história bem simples… a criança quando é curiosa e que tem vontade, precisa sim de incentivo dos seus arredores, eu poderia ter tido muito mais afeto se eu tivesse apoio dos meus pais.

Fui crescendo, e me virando com o que tinha disponível para ler, eu escolhia o que podia na biblioteca, e tentava pegar o livrinho mais conservado e com a sinopse mais interessante, para mim o interessante não tinha haver com romancezinhos, para mim tinha que ter ação.

Mas aí Bruna, existe idade para a leitura? Não, só existe o livro certo para cada idade… e existe o ensino da leitura, não adianta me dar um livro de 500 páginas sobre Aliens quando eu tenho apenas 10 anos, não vou ler, não vou! Mas também existe o crescimento da leitura em cada leitor.

Hoje venho incentivando minha irmã mais nova a ler, ela ao contrário de mim, já pega os romancezinhos, ela quer livros estilo malhação, e lê em uma semana. Mas como sou chata, e já vi que ela assimila bem histórias do tipo, quero que ela evolua para algo mais complexo, então vamos ao Harry Potter, não chega a ser complexo, mas a linguagem já evolui um pouco mais.

Então, eu por mais que esteja ficando velha, ainda me encontro lendo livros bobos, mas esses livros ‘bobos’ não andam mais alimentando minha lombriga. Ando ultimamente querendo algo mais elaborado, mais significativo.

Então concluímos que não existe idade para a leitura, existe livro para cada idade, mas além disso existe o crescimento da leitura, cada leitor tem seu nível de evolução na leitura, conhece mais tipos de gêneros, e escritas, e vai depender dele escolher qual se adapta melhor, mas uma coisa é certa, não podemos ficar no comodismo da leitura, vamos explorar nossa mente ao máximo, ver até onde somos capazes!

P.s.: Sou péssima para escrever, então é beeem possível que tenha erros aí nesse texto, como concordância e vírgulas e principalmente ideias misturadas, mas essa sou eu - atrapalhada.

P.s².: Gente, vamos combinar que na época do infanto-juvenil da vagalume as histórias eram muito mais boladas que as de hoje, ou será que estou ficando velha e rabugenta?

Últimas novidades Editora Novo Conceito

Oi galera, postando rapidinho aqui sobre os últimos lançamentos da Novo Conceito. Pretendo fazer assim para cada editora parceira, um post mais elaborado sobre os lançamentos de cada editora. E para quem acompanha lá no Facebook, já sabe que publico fotinhos por lá também.


A Editora lança mais uma autora nacional!

Maria Fernanda Guerreiro

Médica, jornalista, atriz, advogada, cantora e psicóloga até os 15 anos, Maria Fernanda Guerreiro nasceu em 18 de janeiro de 1973, na cidade de São Paulo, e acabou optando por cursar Publicidade depois de ser uma das finalistas em um concurso de melhor redação entre as escolas de ensino médio de São Paulo. Formada em Comunicação pela FAAP, trabalhou como redatora em algumas das mais premiadas agências de propaganda do País até 2008, quando nasceu seu primeiro filho. Atualmente é uma das roteiristas do longa Estação Liberdade. O livro A filha da minha mãe e eu é seu romance de estreia.

 

 A filha da minha mãe e eu

 

Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.

 

 

 

Confira o Booktrailer!


E para quem gosta de Drama, olha só!

Laurie Halse Anderson

Laurie Halse Anderson fingia que era um urso polar quando ia para a escola caminhando sobre a neve de Syracuse, Nova York. Quando menina, datilografava na velha máquina de escrever de seu pai por horas, escrevendo colunas de jornal, histórias e letras. Ela adorava ver seu pai escrever poemas e ler as histórias no chão de seu escritório. Seu livro favorito é o dicionário. Ela tentou ler todos os livros da biblioteca da escola, um lugar paradisíaco. Laurie mora no extremo norte do estado de Nova York com seu marido, Scot, e o cachorro deles, Kezzie. Scot projetou e construiu um chalé para Laurie, onde ela escreve todos os dias. Além de escrever, ela adora jardinagem, correr e estar com sua família.

 

Garotas de Vidro

 

“Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda.
Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.”

 

 


E para os fãs (eu não sou, mas gostei dos livros que li) mais uma novidade!!

Nicholas Sparks

Nicholas Sparks é um dos escritores mais adorados do mundo, oito vezes considerado o número 1 de acordo com o New York Times, com mais de 50 milhões de cópias impressas em todo o mundo. Todos os seus livros foram considerados sucessos dentro e fora dos Estados Unidos, sendo traduzidos para mais de quarenta idiomas. Vários dos romances de Nicholas Sparks foram adaptados para filmes, como "Querido John", "A Última Música" e "Noites de Tormenta". Ele mora na Carolina do Norte com sua esposa e família. Visite o site de Nicholas Sparks em www.nicholassparks.com ou assine sua revista eletrônica em www.hachettegroup.com.

 

 A Escolha

 

 

Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta.
Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever.
Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?


Outro lançamento é para o pessoal que é de áreas específicas.

 

George Friedman

George Friedman é o fundador e CEO da Stratfor, a principal editora de material sobre geopolítica global do mundo. Ele é frequentemente considerado como um expert em mídia, além de ser o autor de seis livros, incluindo The Next 100 Years, campeão de vendas listado no New York Times, bem como vários artigos sobre segurança nacional, geopolítica e o setor de inteligência. Ele reside em Austin, Texas.

 

 A Próxima Década

 

Em seu aclamado The Next 100 Years (Os Próximos 100 Anos), best-seller listado no The New York Times, George Friedman, especialista em previsões de geopolítica e fundador da Stratfor, apresentou um quadro fascinante dos principais eventos e tendências do próximo século. Agora, com o conhecimento e os insights sobre história que o distinguiram amplamente nas arenas acadêmicas, da mídia e da política, o autor refina sua análise para focar na próxima década – e nos eventos e desafios iminentes que testarão a América e o mundo.
Neste livro, George Friedman exibe um prognóstico provocador para os próximos anos. Ao examinar a história e disponibilizar uma análise lúcida das diversas culturas, políticas e eventos que nos trouxeram até este ponto, ele nos permite visualizar os próximos dez anos e entender os séculos anteriores sob formas que jamais tivemos antes. A Próxima Década foca em eventos mundiais segundo a perspectiva de seus líderes e antecipa os conflitos e oportunidades do futuro. O resultado é um olhar muito interessante sobre o futuro próximo, orientado por uma ajuda conhecedora e distintiva.

Bom, e aí, qual desses chamou mais sua atenção!?

Deixa aí sua opinião sobre os próximos lançamentos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...